Impermebilização

É uma técnica que consiste na aplicação de produtos específicos com o objetivo de proteger as diversas áreas contra a ação de águas que podem ser de chuva, de lavagem, de banhos ou de outras origens. Grande parte dos problemas associados às impermeabilizações podem ser identificados e eliminados já nos primeiros estágios do desenvolvimento. Muitas pessoas pensam que fazer a impermeabilização de uma laje ou cobertura não é tão importante. Porém, este procedimento é fundamental para a prevenção de infiltrações em sua casa ou empresa.

Lajes de cobertura, calhas e telhados são diretamente expostos à incidência de chuvas, sofrendo ainda com a ação do sol. Por esta razão, a impermeabilização destas áreas requer um produto que, além de estanque, acompanhe as movimentações da estrutura, decorrentes, inclusive, das variações de temperatura, e que auxilie no conforto do ambiente, reduzindo as temperaturas internas.

Falhas na impermeabilização em lajes de cobertura podem gerar:

  • Infiltração de água;
  • Corrosão das armaduras e comprometimento da estrutura;
  • Desplacamento de revestimentos e pintura;
  • Comprometimento das instalações elétricas.

A MAFFRA Impermeabilizações conta com as características fundamentais para uma impermeabilização eficiente e duradoura como:

  • Elevada resistência mecânica;
  • Resistência ao puncionamento estático e dinâmico;
  • Adaptabilidade aos movimentos estruturais;
  • Flexibilidade à baixas temperaturas;
  • Insensibilidade aos ciclos quente-frio;
  • Resistência aos agentes atmosféricos e aos raios ultravioleta.

Os sistemas de impermeabilização podem ser classificados em rígidos, flexíveis e semiflexíveis e estão relacionados às partes construtivas sujeitas ou não a fissuração.

Sistemas de Impermeabilização rígida

São aqueles misturados à massa e são chamados assim, pois, depois de misturados, não trabalham com a estrutura. A impermeabilização rígida é indicada para locais que não estão sujeitos a trincas ou fissuras, tais como:

  • Locais com carga estrutural estabilizada, como poço de elevador e reservatório inferior de água (enterrado);
  • Pequenas estruturas isostáticas expostas;
  • Condições de temperatura constantes: subsolos, galerias e piscinas enterradas, e galerias de barragens.

Impermeabilização flexível

Possuem em sua composição materiais que modificam as características elásticas do produto, pois recebem adições de polímeros, elastômeros etc. A impermeabilização flexível é indicada para locais sujeitos a fissurações, podendo ser moldada no local (membranas) ou pré-fabricada (mantas). O sistema flexível de impermeabilização é normalmente empregado em:

  • Reservatórios de água superior;
  • Varandas, terraços e coberturas;
  • Lajes maciças, mistas ou pré-moldadas;
  • Piscinas suspensas e espelhos d’água;
  • Calhas de grandes dimensões;
  • Galerias;
  • Pisos frios (banheiros, cozinhas, áreas de serviço).

Impermeabilização semiflexível

Impermeabilização semiflexível é aquela constituída por materiais que possuem certa dilatação e que trabalham com a estrutura. É indicada para:

  • Subsolos, cortinas e poços de elevadores;
  • Muros de arrimo e baldrames;
  • Paredes internas e externas;
  • Pisos frios em contato com o solo;
  • Reservatório de água potável (não elevado);
  • Piscinas em concreto enterradas;
  • Estruturas sujeitas a infiltração do lençol freático;
  • Para revestimento antes do assentamento de pisos cerâmicos, evitando a ação da umidade.